;
23/02/2016
Publicidade

Usando o Twitter como plataforma de curadoria de conteúdo


Muitos gestores de mídias sociais veem com certo desdém o potencial de alcance do Twitter, que, embora tenha diminuído significativamente nos últimos anos, ainda é positivo. Esta certa indiferença com a ferramenta também tornou impossível a percepção de outras qualidades peculiares do site.

Sendo você um usuário comum ou um social media, talvez não tenha notado que além do Twitter ser uma involuntária ferramenta de marketing pessoal, um eficaz serviço de atendimento ao consumidor, é também uma promissora plataforma de curadoria de conteúdo.

Naturalmente, o Twitter se desenha como um curador de conteúdo: os Trending Topics, por exemplo, são uma compilação dos assuntos mais comentados no microblog. Mas além dos TTs, a empresa investiu no Highlights - um resumo dos tuítes de destaque nos círculos sociais dos usuários - e, recentemente, começou a testar o Moments Brasil, um botão alimentado manualmente por uma equipe de jornalistas dedicados a selecionar as melhores histórias da rede brasileira e agrupá-las em narrativas.


Para os produtores de conteúdo essas benesses não são o bastante. Se você trabalha com um nicho de mercado, algoritmos e outros filtros podem não ser suficientes para atender sua demanda, que vai muito além do buzz momentâneo, memes e outras interações. Então, como encontrar seus interesses sem utilizar aplicativos pagos? Fácil. Use os recursos nativos do site!

Em vez de bookmarks, listas

No Twitter ou no Facebook, as listas se tornaram os novos favoritos. Em vez de agrupar suas páginas prediletas em pastas do navegador, agora basta criar listas temáticas com os perfis de sua escolha. Se você trabalha no setor editorial, por exemplo, vale a pena criar uma lista com editoras de livros e outras publicações e, assim, analisar as atividades da concorrência em ordem cronológica.


Encontre e conheça sua clientela

Tal como o Google, o Twitter usa operadores booleanos para gerar resultados eficientes em suas buscas. Quando você realiza uma busca avançada, já está fazendo uso deles sem perceber, mas é bom conhecê-los e combiná-los para uma eficaz prospecção de novos clientes. Veja direto da fonte: https://twitter.com/search-home?lang=pt

Imagine que você tem um e-commerce e quer saber o grau de interesse brasuca no Chromecast ou no Chromebook, antes de importá-los. Por meio de uma busca no Twitter é possível acompanhar os comentários sobre os produtos e, futuramente, oferecer às arrobas interessadas o link de sua loja. Basta combinar alguns comandos. No caso citado, a expressão poderia ser: chromecast OR chromebook -filter:links lang:pt. Esta pesquisa retornaria todos os resultados para Chromecast ou Chromebook em português, excluindo apenas tuítes com links. Você ainda poderia adicionar o trecho “near:brasil” para omitir as postagens dos demais lusófonos. Dependendo da busca, isso pode ser indiferente. Nesse caso, o filtro chega a ser perigoso, pois elimina potenciais compradores estrangeiros.


Por uma Ego Search requintada
Ego Search é uma tarefa comum entre os formadores de opinião da rede. Preocupados com a reputação, webstars e semelhantes costumam buscar o que falam de si no microblog. Os mais desavisados procuram apenas pela sua arroba, enquanto outros adicionam seu nome e variantes. Se eu fizer uma busca pela minha arroba, irei receber, entre outros, tuítes da minha própria conta. Por outro lado, se você usar a expressão to:tejotamenezes, você irá limitar a amostra aos replies, o que não compreende todas as menções ou RTs comentados. Portanto, a combinação mais refinada, sem incluir variantes, seria: "tejotamenezes" -from:tejotamenezes.


Hard news ficou mais fácil
Para quem trabalha com jornalismo, as redes sociais diminuiram consideravelmente o número de telefonemas para os orgãos competentes. Além da checagem habitual, locutores noticiaristas, repórteres de Cidades e outras editorias podem verificar o cotidiano do município e reportar os factuais mais importantes após buscas avançadas no microblog.

Quando trabalhava com apuração de notícias, eu utilizava o Twitter para monitorar o trânsito nas principais vias da capital de São Paulo e estradas, além das notícias de mortes de pessoas públicas divulgadas em portais. Para a metrópole, eu usava a seguinte fórmula: from:cetsp_ OR from:transito_sp OR from:saopaulo_agora OR from:btntransito OR from:transitoagoraSP OR from:rstnoar congestionamento OR congestionado OR tráfego OR lento OR lentidão OR liberado OR normalizado OR liberadas OR engavetamento OR engarrafamento OR acidente OR interdita OR interditado OR interferência OR trânsito OR interdição OR parado OR reforma OR bloqueio OR interditada OR queda OR solapamento OR capotamento.


As possibilidades de uso são infinitas, independente de sua área de atuação. Por isso, fica a dica: além de analisar as métricas do seu perfil, monitore a concorrência e o público que interage com ela, acompanhe os seus pares e verifique as atividades de toda a rede. Então, decore os comandos, crie os filtros e não se esqueça de escolher a opção "Ao Vivo" para receber as últimas ocorrências. Depois, é só salvar a pesquisa e esperar os robôs trabalharem por você, enquanto você cumpre outras tarefas.

Tecnologia aliada à informação para hater nenhum botar defeito.
 
Imagem: Kacper Pempel (topo)
© Copyright 2015 Blog do Tejota Tema: Themexpose